segunda-feira, 10 de outubro de 2011



É com este título que a professora Msc Suênia I. L. Molin constrói seu pensamento sobre esta importante ferramenta de trabalho dentro das inovações tecnológicas. Segundo ela, a sociedade nunca passou por tantas transformações, mudanças , em pouco tempo quanto agora com as novas tecnologias de informação e comunicação. Essas inovações fez surgir um novo lugar aonde todos se sintam a vontade para construir e reconstruir essa nova sociedade.
Na web, uma das ferramentas mais conhecidas e utilizadas no meio pedagógico é o blog, por ser de fácil manuseio. É uma espécie de diário virtual, possibilitando que os internautas, blogueiros, seguidores tenham acesso as suas opiniões, notícias sobre vários assuntos. Assim também ajuda as escolas divulgarem os trabalhos de seus alunos, professores e toda equipe escolar.
Desta forma, possibilitar o uso dos blogs nas escolas pode representar um grande salta na qualidade de comunicação e divulgação daquilo que se faz na comunidade escolar, principalmente observando o público que estão inseridos nesse meio. As evoluções estão em todos setores da sociedade, portanto a comunidade escolar também tem que caminhar conforme estas mudanças vão surgindo e transformando a todos.



Criação no HagaQuê


Tecnologias na Educação

video

Mapa conceitual


terça-feira, 26 de maio de 2009

Nossa Língua

A nossa língua portuguesa é um sistema de diferentes formas e significados e de seus entrelaçamentos. Por esse motivo é sistematizada em três modos de análise de elementos que a compõe:

• Morfologia: é parte da língua que estuda os morfemas, ou seja, tudo que nos diz sobre gênero e número dos substantivos; tempo, modo, número e pessoa de um verbo e classe gramatical.

• Sintaxe: é a parte da língua que estuda o modo como o falante transmite a informação, a maneira com que organiza e relaciona as palavras em uma oração.

• Semântica: é a parte da língua que estuda o significado das palavras, os sentidos que elas podem tomar de acordo com o contexto.



Mas, o que vem a ser língua? A língua, primeiramente, nos remete a um órgão do corpo que é usado na comunicação, e é a partir daí que começamos a entender que o idioma escrito hoje foi, um dia, apenas falado. A partir desse princípio de fala, nós definimos língua como o conjunto de letras que formam palavras com sentidos diversos. E a relação dessas palavras e suas significações nós chamamos de sistema. Logo, a língua é um sistema, ou seja, um conjunto de elementos que relacionam entre si e formam um significado.



Nossa língua recebe adjetivação de “portuguesa” porque veio de Portugal, colonizador do Brasil. Porém, o português de Portugal não permaneceu em sua colônia de maneira pura e simples, mas recebeu uma conotação abrasileirada e, por isso, falamos do português do Brasil. No entanto, não só o Brasil foi colonizado pelos portugueses e fala o português, mas também outros países: Ilha da Madeira, Arquipélago dos Açores, Moçambique, Angola, Guiné-Bissau, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe.



Como vimos, a língua, acima de tudo, é um código social, um acordo de letras, que em combinações entre si adquirem significado para um determinado grupo social. Contudo, há uma convenção lingüística, a qual permanece em uma sociedade para que a comunicação possa existir entre os falantes. Porém, não quer dizer que todo indivíduo vai escrever e falar da mesma maneira, já que cada um tem a sua particularidade e um objetivo ao se comunicar.



Há distinção ainda entre norma culta e coloquial: a primeira é estabelecida pela obediência a normas e regras da comunicação, enquanto a segunda nos remete àquela mais próxima da fala. Por isso, há o estudo da gramática da língua portuguesa, que é a averiguação da correspondência entre o que se fala ou escreve e as normas ou leis vigentes para o uso da comunicação de forma culta, polida.

Por Sabrina Vilarinho
Graduada em Letras
Equipe Brasil Escola